sábado, 18 de março de 2017

Pense em Inglês!

Então, você está sozinho e precisa treinar o seu inglês. Ok, talvez você não esteja tão sozinho assim, mas você precisa praticar a língua e não tem ninguém que queira compartilhar esse conhecimento com você.
Então, como se faz para praticar o inglês sem ninguém ao seu lado para te ajudar? Escrevendo, lendo e ouvindo, essas práticas podem ser feitas sozinhas e são muito fáceis.
Você pode também escrever belas sentenças, dessa maneira irá memorizar milhares de palavras do vocabulário. Porém, quando você abre a boca para falar efetivamente, nada saí! Todos os livros, sites e aplicativos do mundo não conseguem te ajudar a como falar inglês de uma maneira fluente.
Para melhorar o seu inglês, a melhor coisa para se fazer é falar com algum nativo da língua. As vezes também não possuímos essa opção! O que você faz então se ninguém fala inglês? O que você faria com esse tempo sobrando? E se você não se sente seguro o suficiente para conversar com um nativo da língua?
Não se preocupe, você ainda vai conseguir melhorar o seu inglês, até mesmo sem conversar com alguém que maneje corretamente a linguagem, vamos explicar como, agora.
As vezes a dificuldade para se aprender uma linguagem não está exatamente na maneira em que você a fala, mas sim como pensa nessa nova língua. Se você pensa em sua língua e tenta falar em inglês, você sempre vai ter que traduzir coisas por entre essas palavras. Traduzir não é nem um pouco uma das melhores opções para se fazer, até mesmo as pessoas mais fluentes em duas ou mais linguagens já deixaram isso de lado. A dica é: comece a pensar em inglês.

Quando for falar algo, tente não pensar primeiramente em como fica em português, mas sim, como é em inglês diretamente, isso vai facilitar e muito todo o caminho. 

sexta-feira, 17 de março de 2017

3 fatos científicos que fazem ter peitos pequenos uma coisa boa

Os peitos pequenos podem ser a preocupação de muitas mulheres, mas eles não são todo esse ruim, afinal ,algumas coisas que a ciência explica podem torná-los inclusive uma coisa boa!

1 - Você sente mais prazer


Apesar do que as mulheres sensuais das propagandas pregam o seu pequeno seio na verdade tem muita mais sensibilidade do que grandes mamas. De acordo com estudos da Universidade de Viena mamas grandes tem 24% menos sensibilidade que seios pequenos.

 Na prática os seus peitos pequenos tem menos gordura e por isso são mais fáceis de estimular em sensações. Mais movimento, mais sentimento e, é claro, mais prazer.

2. Eles fazem você parecer mais jovem


Quando você era um adolescente, este fato pode ter sido devastador, mas agora que está mais velho (e sábio) é algo que você possa apreciar. Geralmente senhoras e pessoas mais velhas tem seios maiores por conta da amamentação e gravidade por isso os seios mais caídos e maiores dão impressão de envelhecimento. Seus peitos pequenos te diminuem uns 5 anos.

3. Você não tem de se preocupar com a flacidez


Falando de peitos caídos, não é de todo um problema para você. O júri é ainda para fora sobre se ou não os sutiãs impedir ou provocar a queda. Mas um estudo francês descobriu que o uso de sutiãs fazer peitos caírem mais e não menos.

O estudo sugere que o restritivas de material impede que o tecido muscular de crescer, o que pode acelerar a flacidez. E uma vez que você provavelmente não vai mesmo ter de usar um sutiã, quando a ciência, eventualmente, decide que está causando boob-flacidez, você será capaz de ajustar.



quarta-feira, 15 de março de 2017

5 fatos que somente mulheres com seios pequenos vão se identificar

Aqui vai 5 fatos que somente meninas ou mulheres com seios pequenos vão conhecer!

2. Nunca compra sutiãs


Eu tenho nenhuma idéia de como é uma loja de sutiãs; na verdade, eu não acho que eu tenha comprado um único sutiã na minha vida. Minha coleção de sutiãs enquadram em duas categorias:
Os sutiãs que eu tive em toda a minha vida; que eu não consigo lembrar de como chegaram até mim. Eles geralmente olham como um sutiã de esportes de verão e  poderia ser facilmente usado por uma criança..Os sutiãs que ganhei de amigas e parentes porque não as serviam mais.

3. Nunca mais tendo a reclamar de dor de peitos


Com mamas muito pequenas, não há quase nada sobre eles, que precisa tender. Às vezes, quando os seus amigos estão reclamando sobre a sua "dor" peitos, nós  de pequenos peitos  teremos a realçai de acenar e dizer algo afirmativa como "ah, sim, eu também...", Mas sei que estamos mentindo.


4. Dominam técnicas de aumentar os seios


Como um membro fiel da verdade peitos de coorte, eu sou inevitavelmente familiarizado com as inúmeras maneiras em que tentamos enganar os homens em pensar que somos um copo de tamanho maior do que realmente são. Como uma mulher cega de encontrar o seu caminho através da leitura em Braille, também eu poderia encontrar meu caminho em um mar de escuridão se foi adornado com aqueles em forma de taça almofadas que ir para os sutiãs acolchoados. 

5.  Desejam profundamente aumentar os peitos e sempre passam horas na frente do espelho brincando


Sim, gostamos de nos imaginar com seios maiores e para isso tentamos várias ilusões de óticas só para contemplar um pouquinho. As vezes até nos arriscamos a levar isso à público com algumas técnicas "inovadoras". Só que tem técnicas bem mais eficazes de aumentar o tamanho dos seios.  Se você tem medo de usar cremes, ervas e etc eu recomendo. O que muitas garotas me perguntam é se LadySecrets Funciona. Ele é um dos cremes mais conhecidos no ramo de crescimento natural dos seios.


Ao contrário do que muitas pensam a quantidade hormonal não chega a interferir na amamentação e outras situações. 

quinta-feira, 9 de março de 2017

Dicas Para falar em inglês com mais facilidade

Ainda sobre algumas maneiras de conseguir pensar em inglês sem ter que primeiramente pensar em português, veja algumas dicas que separamos para vocês aqui e comece a aplicá-las no seu dia a dia.
Você pode fazer isso a qualquer momento e a qualquer hora. Tente utilizar o inglês quando você está pensando sobre o seu dia, quando você está tentando decidir sobre qual comida irá escolher. Até mesmo, tente utilizar o inglês quando for usar um dicionário dessa língua, isso ajuda a traduzir palavras, além de adicionar muito mais conteúdo ao seu vocabulário. Você vai perceber que quando você pensa em inglês, é mais fácil ainda para se falar em inglês.
Qualquer momento em que você estiver em casa, sozinho ou qualquer coisa do tipo, você pode tentar praticar seu inglês com a sua pessoa favorita: você mesmo!

Se você já está pensando em inglês, tente falar seus pensamentos em alto e bom som. Leia para você mesmo também! Prática é prática, mesmo que você não tenha ninguém para corrigir os seus erros, pelo menos você está tentando de alguma maneira. Isso vai te deixar muito mais confortável também na hora em que precisar falar a língua efetivamente.
Qualquer momento que você puder, pegue alguns minutos do seu dia e fique em frente ao espelho e comece a tagarelar. Escolha um tema, coloque o despertador para tocar dali alguns minutos e começar a falar.
O ponto desse exercício é que você possa olhar a própria boca, corpo e rosto enquanto exercita essa nova linguagem. Isso também vai te dar a impressão de que está falando com outra pessoa, então, você consegue fingir que está tendo uma discussão saudável com um estudante nativo dessa língua.

Outra boa opção é procurar a Opinião sobre o Curso Inglês doJerry, que promete ensinar o inglês bem fácil e rápido.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Entenda a importância de sonhar

Apesar de muitas pessoas acreditarem que os sonhos são formas de prever o futuro, eles cientificamente tem várias funções diferentes e que podem explicar inclusive o porquê existem. Sonhar é uma coisa natural e saudável, significa principalmente que você conseguiu atingir os estágios mais profundo do sono e que, com isso, provavelmente teve uma boa noite de sono e deverá acordar mais disposto.

Pessoas que acordam repentinamente durante um sonho podem ter dois sintomas: o de uma sensação de emoção ligada aos acontecimentos e por isso foi desperto ou então, se for por circunstâncias externas, permanecer com sono e indisposição (aquela preguiça de levantar). Isso é normal e não indica que você teve uma má noite de sono e sim que esteve completamente desligado e relaxado por pelo menos mais de duas horas.

Confira algumas das importâncias dos sonhos

  • 1.       Descarregar o excesso de informações
  • 2.       Evitar o armazenamento ou lotamento da memória, gerando complicações neurológicas
  • 3.       Reativação de determinados circuitos cerebrais
  • 4.       Assimilar mais facilmente conteúdos
  • 5.       Melhorar a capacidade de aprendizagem


Muitos acreditam que sonhar faz com que a pessoa veja o mesmo acontecimento várias vezes e com isso consiga armazenar a memória sem necessidade de manter a sua experiência ativa na sua mente e possa ser mais facilmente reciclada. Um estudo feito com ratos conseguiu mostrar que a atividade durante o processo de aprendizagem de algo novo ativava o sonho e depois de um tempo era reativada automaticamente toda a vez que o animalzinho refazia a tarefa que tinha aprendido.


Existem outros experimentos interessados que provam que os ratos que não conseguiam entrar no sono profundo , também chamado de REM tinham uma capacidade de armazenamento de informações e aprendizagem bem menor em relação aos outros, principalmente os ensinamentos que dependiam de memorização. 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Porque esquecemos dos sonhos e qual é o significado? Segredos revelados!

Por muito tempo  a humanidade tenta desvendar o mistério do mundo onírico e o motivo pelo qual sonhamos. Não é uma tarefa fácil, mas de lá para cá, muitas teorias foram desenvolvidas no intuito de compreender essa experiência para alguns insanas que acontece somente quando dormimos.

Uma das teorias que vem ganhando mais popularidade é a necessidade de processamento das informações. O nosso cérebro é uma potente máquina que codifica símbolos, emoções e outras coisas que, quando acordados, passa pelo filtro da racionalidade indicando histórias e entendimento das coisas, no entanto assim como qualquer outra máquina o cérebro também tem uma memória limitada e não pode armazenar tudo aquilo que acontece  para evitar o superlotamento e problemas futuros.


A consciência de tudo aquilo que armazenamentos de informação ao longo do dia passa pelo cérebro em uma linguagem metafórica, já que o campo da razão está adormecido. Assim, transformamos um mundo surreal e por isso nele vimos coisas que aconteceram no dia, experimentamos sensações, criamos situações desejáveis ou vemos os nossos medos sendo colocados em prática.

Por isso pessoas que sofrem traumas frequentemente tem sonhos complexos processando novamente aquelas informações como uma tentativa de reciclar as informações relevantes ou não dos acontecimentos. Por isso quando acordamos esquecemos rapidamente dos nossos sonhos, porque eles foram reciclados, ajudando a eliminar a sobrecarga de informações da vida diária e mantendo apenas o que é importante de acordo com a programação das experiências que temos. Entender o significado dos sonhos é algo complexo. Por exemplo ao entender o significado de sonhar com sapo por exemplo podemos compreender que eles podem dizer mais de uma coisa somente. 

Os sonhos são realmente apenas um efeito colateral de que o acidente e circuitos ativados no tronco e estimulados por um sistema que gera um lapso, o cérebro por sua vez tenta interpretar essas informações que não são nada mais do que um punhado de informações coletadas em pequeno tempo de espaço e dando assim origem aos sonhos.


Quando acordados isso nos remete somente a memórias e conexões que também podem ser bem aleatórias, é a mesma coisa quando vemos algo e nos remetemos a alguém sem um motivo explicito, mas quando sonhando a razão está adormecida e impede que os fatos tenham sentido explicito. 

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Consequências do uso prolongado de Ibuprofeno

De acordo com o Comite de Avaliação de Riscos em Farmácias da Agencia Europeia de Medicamentos,  tomar ibuprofeno em altas doses  aumenta os riscos de complicações para a saúde, principalmente em falhas cardíacas. O ministério da Saúde já publicou um alerta para que diminuam o consumo ou procurem alternativas de analgésicos com outras substâncias para variar e diminuir as possibilidades de riscos.

Os resultados das análises feitas pela instituição mostra que o risco de conseqüências cardiovasculares devido ao consumo de ibuprofeno em altas doses (2.400 mg) é similar ao dos inibidores de COX-2, outro da classe dos antiinflamatórios (AINE) utilizado par ao alivio de dores no corpo.

Para quem não consegue substituir o medicamento é recomendado pelas autoridades diminuir as doses diárias de 600 mg para 400 mg  como habitualmente se recomenda e  é possível administrar medicamentos alternativos ao mesmo momento no caso de consumo dos de 400 mg diárias.
Pessoas que sofrem de problemas cardiovasculares ou semelhantes devem recorrer a um médico para averiguara possibilidade de substituição do medicamento ou então de para o tratamento com o medicamento.

Apesar de ser vendidos livremente nas farmácias sem necessidade de receita é preciso ter a consciência de que nenhum medicamento deve ser tomado sem antes pesquisar sobre seus efeitos colaterais e confirmar se as causas fazem jus a medicação com aquela substância. Nenhuma dosagem de Ibuprofeno e seus nomes comerciais ( como o Spidufen o mais conhecido, por exemplo) devem ser administradas sem antes consultar um médico. O Ibuprofeno funciona de verdade, mas é preciso ter cautela ao optar pelo seu uso. 


O tratamento à base deste medicamento não pode ultrapassar o período de 4 meses.